New Glenn – Mega Foguete da Blue Origin é movido para plataforma de lançamento

Indústria Espacial

A Blue Origin do bilionário do E-commerce, Jeff Bezos, movimentou o desbravador de alta fidelidade de seu gigantesco foguete de 98 metros de altura para a plataforma de lançamento no Complexo 36 (LC-36), na Estação da Força Espacial de Cabo Canaveral, Flórida. Representando um novo marco nos esforços da empresa de lançar seu primeiro foguete em órbita em 24 anos de existência.

O pathfinder, chamado ‘SN01 Freedom’, permanecerá na vertical por pelo menos uma semana para uma série de testes que validará todos os sistemas do New Glenn, o que inclui o abastecimento de seus tanques, bem como todo o suporte de lançamento em preparação para seu voo de estreia ainda este ano.

Esses testes inicialmente não exigem motores, que estão sendo fabricados pela Blue Origin em Huntsville, Alabama, e colocados a prova nas instalações da empresa no oeste do Texas.

Ao contrário da SpaceX, que adota uma abordagem incremental de falha até ter sucesso, a Blue Origin espera que tudo funcione na primeira tentativa e que seus engenheiros já saibam lidar e tenham confiança o suficiente com o novo foguete.

Para isso, o software e a orientação de pouso do primeiro estágio é muito semelhante ao foguete suborbital New Shepard, que a empresa também opera. Entretanto, isso não significa que não estão avessos a falhar nas primeiras tentativas de pousar o Booster do New Glenn.

Batizado de New Glenn, em homenagem a John Glenn, primeiro astronauta americano a orbitar a Terra durante o voo da Mercury-Atlas 6 em 20 de fevereiro de 1962, o mega foguete da Blue Origin possui sete motores BE-4, tornando-o o mais poderoso motor de oxigênio líquido/gás natural liquefeito desenvolvido desde os motores F1 do Saturn V.

É um avanço significativo na era de transporte pesado que apoiará uma variedade de missões e promete revolucionar o acesso ao espaço através da reutilização, reduzindo radicalmente os custos de lançamento.

O New Glenn, cujo primeiro estágio é reutilizável visa um mínimo de 25 missões por booster, que pousará em uma barcaça no Oceano Atlântico. Semelhante aos pousos do Falcon 9 da SpaceX. O objetivo inicial é que o foguete realize 12 lançamentos por ano, podendo dobrar para 24 ou mais dependendo da demanda.

O novo CEO da Blue Origin, Dave Limp, que assumiu a empresa em dezembro após a saída de Bob Smith, está determinado a acelerar as práticas comerciais da empresa, buscando tomar decisões mais rápidas e correr um pouco mais de risco para impulsionar o progresso a partir de sua experiência na Amazon.

Limp possui uma visão de um futuro com múltiplas oportunidades de negócios fora da Terra, incluindo projetos como um módulo lunar para a NASA e a estação espacial Orbital Reef, para isso a Blue Origin está se preparando para liderar uma nova era de exploração espacial com novos clientes, e missões mais ousadas como o uso do New Glenn para o retorno à Lua como parte do programa Artemis da NASA.

Limp também quer que a Blue Origin tome decisões mais rapidamente ao correr um pouco mais de risco para se mover ainda mais rápido.

Como resultado dessa nova liderança a empresa está concluindo a fabricação do primeiro estágio do quarto foguete New Glenn, também possui três segundos estágios concluídos com mais 3 em diferentes estágios de produção, bem com sete motores BE-4 estão atualmente concluindo seus testes de qualificação

Existem também carenagens suficientes construídas até agora para cerca de 7 missões e o plano é tentar reutilizá-las, para isso isso estão trabalhando em formas de engenharia para não ter que gastar o segundo estágio e suas carenagens.

New Glenn ainda não estreou, mas Bezos tem planos ainda maiores, bem maiores… A Blue Origin está comprando ULA, relata Eric Berger.

A empresa emergiu como a única finalista para comprar a United Launch Alliance (ULA). A venda não é oficial e nada foi anunciado formalmente. Os coproprietários da Joint-venture: Lockheed Martin e Boeing, ainda não comentaram publicamente sobre a venda da empresa, no entanto, duas fontes disseram que a Blue Origin está se aproximando da compra da ULA.

As fontes também dizem não ter visto pessoalmente nenhum acordo assinado, mas esperam que a venda seja anunciada dentro de um ou dois meses.

3 thoughts on “New Glenn – Mega Foguete da Blue Origin é movido para plataforma de lançamento

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *