Grande salto! China lançará ‘nave espacial reutilizável’ até 2027

Indústria Espacial

Isto poderia desempenhar um papel fundamental na estação espacial e na missão lunar

Em um salto gigantesco, a China lançará sua espaçonave reutilizável em 2027, muito antes do esperado. Se for bem-sucedido, o país pode reduzir significativamente o custo de seus empreendimentos espaciais.

A espaçonave reutilizável pode viajar com sete astronautas e desempenharia um papel crítico na construção da estação espacial da China e na missão de pouso na lua.

A reutilização é crítica para acesso rápido e de baixo custo ao espaço, implantando grandes cargas úteis em órbita. A reutilização permite retorno rápido e alta cadência de lançamento.

No início de maio de 2023, uma espaçonave chinesa reutilizável retornou à Terra depois de permanecer em órbita por 276 dias, demonstrando as capacidades espaciais de longo alcance da China.

A estatal chinesa China Aerospace Science and Technology Corporation manteve o véu de sigilo sobre o projeto, mas a empresa privada de serviços espaciais LeoLabs revelou que o veículo espacial reutilizável chinês “se acoplou ou capturou um objeto separado em várias ocasiões” durante a órbita.

Especialistas sugerem que uma aeronave como essa poderia ser usada para “vigilar, interromper e atacar diretamente os recursos baseados no espaço de um oponente” ou, inversamente, pode “recuperar ou interagir com os amigos”.

Chegando perto desse desenvolvimento, a notícia de que a China está se preparando para enviar um veículo de lançamento reutilizável ao espaço antes do previsto pegou os grandes países de surpresa.

Foi anunciado pelo vice-chefe de engenharia do programa espacial tripulado do país. De acordo com o Escritório de Engenharia Espacial Tripulada da China, a espaçonave será reutilizável tanto para a órbita próxima da Terra quanto para missões de exploração no espaço profundo.

Foguete chinês Long March 5.

Ang Liwei, o primeiro chinês enviado ao espaço, disse ao Guangzhou Daily na segunda-feira dia 17/07 que a nova espaçonave poderia transportar sete astronautas. Também desempenhará um papel crítico na futura construção da estação espacial da China e na missão de pouso na lua”, disse Yang.

A capacidade para transportar sete astronautas será comparável à da nova geração de espaçonaves tripuladas americanas – a Dragon V2 da SpaceX e a CST-100 Starliner da Boeing. O Orion MPCV da Nasa carrega seis.

Com 8,8 metros e pesando 21,6 toneladas, também tem o dobro do tamanho do Dragon V2, que pesa cerca de 9,5 toneladas.

A nova espaçonave será usada para a missão tripulada de pouso lunar da China, trabalhando com uma espaçonave de pouso separada, trajes espaciais lunares especializados, rovers tripulados e outros equipamentos para atingir esse objetivo até 2030.

O conceito de veículos de lançamento reutilizáveis é reduzir substancialmente os custos de lançamento e, portanto, fornecer acesso rotineiro ao espaço. O protótipo em tamanho real da China completou um voo de teste de 67 horas em 2020. Ele foi transportado por um foguete Long March 5.

Ele usa novos materiais e estruturas para aumentar sua resistência ao calor de três a quatro vezes a da espaçonave Shenzhou da China. Os materiais podem suportar temperaturas de até 3.000 graus Fahrenheit durante a reentrada, enquanto o peso da estrutura resistente ao calor foi reduzido em mais de 30%.

“A espaçonave também foi projetada para ser reutilizada – a cápsula de retorno estará pronta para a próxima missão assim que for examinada e seu ‘revestimento’ substituído. Isso significa – pelo menos teoricamente – peças-chave da espaçonave podem ser reutilizadas até 10 vezes, reduzindo significativamente os custos de lançamento”, informou o South China Morning Post.

Zhou Jianping, o designer-chefe do programa espacial tripulado da China, disse à emissora estatal CCTV no mês passado que o projeto mais recente manteve uma “forma de cabeça de bala”, mas o espaço interno é maior do que as versões anteriores. “O design foi simplificado de três compartimentos para dois, tornando-o mais seguro e econômico”, disse ele.

A marcha da China para o espaço

O espaço tem sido uma faca de dois gumes para as forças americanas. É um grande multiplicador de força para os militares dos EUA e também uma brecha em sua armadura. Por muito tempo, o país se regozijou porque suas empresas privadas, como a SpaceX, têm vantagem na tecnologia espacial.

Um relatório do CSIS destacou que empresas privadas como a SpaceX, com seu foguete Falcon 9 parcialmente reutilizável e a constelação de satélites Starlink, têm muito mais satélites operacionais em órbita do que a China.

Se os passos gigantescos da China servem de referência, em breve isso será coisa do passado.

Surpreendemente, a China venceu a SpaceX ao lançar com sucesso o primeiro foguete a metano-líquido e oxigênio líquido do mundo em órbita em 12 de julho. Uma empresa privada chinesa, a LandSpace, conduziu o lançamento.

O foguete implantou com sucesso uma carga útil de teste em uma órbita síncrona ao sol (SSO), tornando-se o primeiro do mundo a executar esse feito notável. O metano é considerado um propelente mais limpo, seguro e econômico para foguetes reutilizáveis.

A espaçonave Starship da SpaceX e o foguete Super Heavy – chamados coletivamente de Starship – representam um sistema de transporte totalmente reutilizável projetado para transportar tripulação e carga para a órbita da Terra, Lua, Marte e além. A Starship pretende ser o veículo de lançamento mais poderoso do mundo já desenvolvido.

Desde 2020, a SpaceX realizou vários voos de teste suborbitais da Starship da Starbase localizada no Texas para tornar a espécie humana multiplanetária.

Esses testes, demonstraram com sucesso uma abordagem sem precedentes para o voo controlado, durante o qual o veículo se orienta para uma descida aerodinâmica controlada, de barriga para a frente como um pára-quedista, realizado pelo movimento independente de dois flaps dianteiros e dois traseiros na Starship, antes de reiniciar os motores e virar-se para uma configuração vertical para o pouso”.

Pousar assim elimina a necessidade de asas e uma cauda de avião, protege o veículo do calor extremo da entrada orbital e minimiza o propulsor necessário para o pouso. Também permite missões para destinos em todo o Sistema Solar onde não existem pistas.

Em 2021, a SpaceX inaugurou a torre de lançamento e captura na Starbase. A torre tem 146 metros de altura – é a torre de lançamento mais alta do mundo – e foi projetada para suportar o lançamento, a integração do veículo e a captura do propulsor de foguete Super Heavy.

Pegar o propulsor reduz a massa do veículo de lançamento, transfere a complexidade do hardware para o solo e permite a rápida reutilização do foguete.

Os dois braços robóticos gigantes da torre levantam e empilham a Starship no Super Heavy para a integração final antes do voo. Após a decolagem, e depois que os dois estágios se separam durante o voo, o Super Heavy retornará ao local de lançamento, reiniciará seus motores para reduzir a velocidade do veículo e os braços da torre pegarão o propulsor de foguete antes de reposicioná-lo no suporte de lançamento orbital para seu próximo voo.

A SpaceX está trabalhando em mais testes para seus voos orbitais usando o estágio de Booster ‘Super Heavy’ já em agosto de 2023, com serviço operacional completo até o final de 2023. Isso terá implicações militares e de segurança de longo alcance.

A nave estelar está sendo promovida como transporte ponto a ponto rápido pela Terra, transportando tropas e carga para uma implantação operacional distante em meia hora. Agora outras empresas americanas como Blue Origin e Rocketlab; e a Arianespace da Europa estão buscando projetos de veículos de lançamento reutilizáveis.

Reutilização de foguetes é um tendência mundial, e a China e suas sete empresas espaciais privadas, já entenderam isto.


1 thought on “Grande salto! China lançará ‘nave espacial reutilizável’ até 2027

  1. Wow, awesome blog structure! How long have you
    been blogging for? you make running a blog glance easy.
    The overall glance of your site is excellent, as well as the content material!
    You can see similar here dobry sklep

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *