Enquanto a NASA observa a Starship de perto, aqui está o que a agência deseja ver a seguir

Artemis SpaceX Starship

“O que acontece se eu não tiver um Sistema de Pouso Humano disponível para executar uma missão?”

Poucas pessoas ficaram tão felizes com o resultado bem-sucedido do voo de teste da semana passada do sistema de lançamento Starship da SpaceX quanto uma engenheira da NASA chamada Catherine Koerner.

Em comentários após o voo espacial, Koerner elogiou o vídeo “incrível” do foguete Starship e seu booster Super Heavy retornando à Terra, com cada um fazendo um pouso suave. “Isso foi muito promissor e um teste de engenharia muito bem-sucedido”, acrescentou ela, falando em uma reunião do Conselho de Estudos Espaciais.

Ex-diretor de vôo, Koerner agora gerencia o desenvolvimento dos “sistemas de exploração” que apoiarão as missões Artemis para a NASA – uma posição extremamente influente dentro da agência espacial. Isso inclui o foguete do Sistema de Lançamento Espacial SLS, a espaçonave Orion da NASA, trajes espaciais e o veículo customizado Starship que pousará na Lua (Starshiop Lunar).

Nos últimos meses, funcionários da NASA como Koerner têm lutado com a realidade de que nem todo esse hardware provavelmente estará pronto para a data planejada de lançamento da missão Artemis III em setembro de 2026. Em particular, a agência está preocupada com a prontidão da Starship como um HLS “Hulman Landing System ” ou sistema de pouso humano” . Embora a SpaceX esteja avançando rapidamente com uma campanha de testes, ainda há muito trabalho a ser feito para levar o veículo à superfície lunar e retornar com segurança à órbita lunar.

Um pneu reserva

Por estas razões, a NASA e a SpaceX estão a planear a possibilidade de modificar a missão Artemis III. Em vez de pousar na Lua, uma tripulação seria lançada na espaçonave Orion e se encontraria com a Starship na órbita baixa da Terra. Isto seria essencialmente uma repetição da missão Apollo 9, reduzindo o risco e proporcionando um trampolim significativo para ganhar mais experiência, entre as missões Artemis.

Oficialmente, a NASA afirma que a agência realizará um pouso lunar tripulado, a missão Artemis III, em setembro de 2026. Mas quase ninguém na comunidade espacial considera essa data de lançamento mais do que uma aspiração. Algumas das minhas melhores fontes colocaram o intervalo de datas mais provável para tal missão de 2028 a 2030. Uma missão Artemis III modificada, na órbita baixa da Terra, preencheria, portanto, uma lacuna entre Artemis II e uma eventual aterragem.

Durante o Conselho de Estudos Espaciais, Koerner reconheceu ter visto esses relatórios sobre a modificação do Artemis III. Ela foi então questionada diretamente se havia alguma validade para eles. Aqui está a resposta dela na íntegra:

“Então, aqui está o que vou lhe dizer, se me permitir uma analogia. Eu tenho um pneu sobressalente no meu carro, certo? Não tenho volante reserva. Não tenho limpadores de para-brisa sobressalentes. Eu tenho um pneu sobressalente. E porque? Por que carregamos um pneu sobressalente? Que alguém, em algum momento, fez uma avaliação e disse que para que este veículo cumpra a sua missão, há uma certa probabilidade de algumas coisas falharem e uma certa probabilidade de outras coisas não falharem, e provavelmente é prudente ter um estepe. Não preciso necessariamente ter um volante reserva, certo?

Nós, da NASA, fazemos muitos desses tipos de avaliações. Tipo, o que acontece se isso não estiver disponível? Temos planos de backup para isso? Estamos sempre fazendo esse tipo de plano alternativo. Temos planos alternativos? É imperativo para mim ver o que acontece se uma espaçonave Orion não estiver pronta para realizar uma missão. O que acontece se eu não tiver um SLS pronto para cumprir uma missão? O que acontece se eu não tiver um Sistema de Pouso Humano disponível para executar uma missão? O que acontece se eu não tiver o Gateway que estava planejando fazer em uma missão?”

Portanto, analisamos os planos de backup o tempo todo. Existem muitas oportunidades diferentes para isso. Não fizemos nenhuma alteração no plano atual, conforme descrevi aqui hoje e falei sobre isso. Mas temos muitas pessoas que estão analisando vários planos de backup diferentes, para que possamos fazer a devida diligência e garantir que teremos o pneu sobressalente, caso precisemos dele. É por isso que temos, por exemplo, dois sistemas que estamos desenvolvendo agora para o Human Landing System, um para a SpaceX e outro para a Blue Origin. É por isso que temos dois fornecedores que estão construindo hardware para trajes espaciais. Collins e também Axiom, certo? Então, estamos sempre fazendo esse tipo de coisa.”

Isso é um longo discurso para dizer que se a nave estelar da Starship da SpaceX não estiver pronta em 2026, a NASA estará considerando ativamente planos alternativos. (O mais provável deles seria uma nave estelar Orion atracando na órbita baixa da Terra com a Starship Lunar.) A NASA não fez nenhum plano final e está esperando para ver como a Artemis II progride e o que acontece com o desenvolvimento da Starship e do traje espacial.

O que a SpaceX precisa demonstrar

Durante seus comentários, Koerner também foi questionada sobre qual é o próximo grande marco da SpaceX e quando ele precisaria ser concluído para que a NASA permanecesse no caminho certo para um pouso lunar em 2026. “Seu próximo grande marco, do ponto de vista do contrato, é o teste criogênico. teste de transferência”, disse ela. “Isso será no início do próximo ano.”

Alguns detalhes sobre o teste de transferência de propelente entre naves Starship.

Este cronograma é consistente com o que a gerente do programa Human Landing System da NASA, Lisa Watson-Morgan, disse recentemente. Ele fornece uma referência útil para avaliar o progresso da Starship aos olhos da NASA. A “demonstração de transferência de propelentes” é uma missão bastante complexa que envolve o lançamento de uma “nave estelar alvo” das instalações da Starbase no sul do Texas. Em seguida, um segundo veículo, o “Starship Chaser”, será lançado e atingirá o alvo em órbita indo de encontro. O Starship Chaser então transferirá uma quantidade significativa de propelente para a nave alvo.

O teste envolverá muita tecnologia, incluindo mecanismos de acoplamento, sensores de navegação, desconexões rápidas e muito mais. Se a SpaceX concluir este teste durante o primeiro trimestre de 2025, a NASA terá, pelo menos teoricamente, um caminho a seguir para um pouso lunar tripulado em 2026.

Fonte: ArsTechnica / Eric Berger


Reabastecimento em órbita é algo extremamente complexo de realização, e venho falando sobre isto desde 2022. A NASA nunca transferiu grandes quantidades de substâncias liquidas no espaço. Não que nunca tenha tentado com pequenas quantidades. Em razão da tendência dos líquidos de formarem bolhas quando em microgravidade, torna o feito desafiador.

A SpaceX fez um teste conceitual de transferencia de propelente no espaço no terceiro lançamento de teste orbital da Starship e informou que foi bem sucedido, porém não informou a quantidade transferida, e quantidade é a questão aqui. As toneladas e mais toneladas que o lander lunar Starship Lunar irá requerer é enorme, e obviamente é muito complexo a transferência de cobustível em órbita entre duas naves gigantes. A NASA entende isso, e entende também o desafio que a SpaceX tem pela frente.

Em todo caso, isto é um problema de engenharia, ou seja, não é impossível de ser executado em algum momento, e com tempo suficiente, ganhar expertise no feito, o realizando sistematicamente com inúmeros lançamentos e transferências de combustível em órbita. Contudo, por sua vez, a NASA tem pressa, a agência está sendo precionada pelo congresso americano a mostrar resuldados, e de fato, seria negativo, senão trágico, adiar mais uma vez o retorno para a Lua.

Em suma, a agência espacial americana deve arcar com os resultados de sua escolha. A Starship como um lander lunar foi uma escolha ousada para a NASA, se foi a escolha certa ou não para o momento, devemos esperar o tempo e a história escreverem a verdade.

Jeff / EA

PS. Discutimos muito sobre este assunto neste vídeo do Expansão Astronauta.


10 thoughts on “Enquanto a NASA observa a Starship de perto, aqui está o que a agência deseja ver a seguir

  1. Its like you read my mind You appear to know so much about this like you wrote the book in it or something I think that you can do with a few pics to drive the message home a little bit but instead of that this is excellent blog A fantastic read Ill certainly be back

  2. I loved as much as youll receive carried out right here The sketch is tasteful your authored material stylish nonetheless you command get bought an nervousness over that you wish be delivering the following unwell unquestionably come more formerly again since exactly the same nearly a lot often inside case you shield this hike

  3. obviously like your website but you need to check the spelling on quite a few of your posts. A number of them are rife with spelling problems and I find it very bothersome to tell the truth nevertheless I will surely come back again.

  4. I haven’t checked in here for some time since I thought it was getting boring, but the last several posts are great quality so I guess I will add you back to my everyday bloglist. You deserve it my friend 🙂

  5. This blog is definitely rather handy since I’m at the moment creating an internet floral website – although I am only starting out therefore it’s really fairly small, nothing like this site. Can link to a few of the posts here as they are quite. Thanks much. Zoey Olsen

  6. I simply could not go away your web site prior to suggesting that I really enjoyed the standard info a person supply on your guests Is going to be back incessantly to investigate crosscheck new posts

  7. Fantastic site Lots of helpful information here I am sending it to some friends ans additionally sharing in delicious And of course thanks for your effort

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *